Fresno – Maior Que as Muralhas (Ao Vivo)

Fonte

(Visitado 12 Vezes, 1 visitas hoje)

Veja mais !

Comentario (0)

  1. Quando a luz parece se desviar Nosso sangue carece de um pouco de ar Não encontramos nada pra segurar Me resta gritar Chegou a hora de ser Maior que as muralhas Tentarão me vencer Em vão E quando a noite teimar em prosseguir A luz do sol não queima, nem se faz sentir Qualquer lugar parece melhor que aqui Eu percebi Chegou a hora de ser Maior que as muralhas Tentarão me prender Em vão A gente pode crescer Perdendo a batalha Não deixe a vida escorrer das mãos Palavras são armas E estão apontadas Pro peito de quem tentar Me impedir Chegou a hora de ser Maior que as muralhas Tentarão me apagar Com escuridão A gente aprende a viver No fio da navalha De que adianta viver em vão

  2. Quando a luz parece se desviar
    Nosso sangue carece de um pouco de ar
    Não encontramos nada pra segurar
    Me resta gritar

    Chegou a hora de ser maior que as muralhas
    Tentarão me vencer em vão

    E quando a noite teima em prosseguir
    E a luz do sol não queima nem se faz sentir
    Qualquer lugar parece melhor que aqui, eu percebi

    Chegou a hora de ser maior que as muralhas
    Tentarão me prender em vão

    A gente pode crescer perdendo a batalha
    Não deixe a vida escorrer das mãos
    Palavras são armas
    Estão apontadas pro peito de quem tentar me impedir

    Chegou a hora de ser maior que as muralhas
    Tentarão me apagar com escuridão

    A gente aprende a viver
    No fio da navalha
    De que adianta viver em vão
    Não deixe a vida escorrer das mãos

  3. nossa que loucura sou de Angola e simplesmente amei😍 choro com várias músicas e sou fã me entregou de coração 😍amo essa banda me liberto e me motiva muito, me lembra que não sou fraca e que eu posso tudo

  4. Quando a luz parece se desviar
    Nosso sangue carece de um pouco de ar
    Não encontramos nada pra segurar
    Me resta gritar

    Chegou a hora de ser maior que as muralhas
    Tentarão me vencer em vão

    E quando a noite teima em prosseguir
    E a luz do sol não queima nem se faz sentir
    Qualquer lugar parece melhor que aqui, eu percebi

    Chegou a hora de ser maior que as muralhas
    Tentarão me prender em vão

    A gente pode crescer perdendo a batalha
    Não deixe a vida escorrer das mãos
    Palavras são armas
    Estão apontadas pro peito de quem tentar me impedir

    Chegou a hora de ser maior que as muralhas
    Tentarão me apagar com escuridão

    A gente aprende a viver
    No fio da navalha
    De que adianta viver em vão
    Não deixe a vida escorrer das mãos

Deixe seu Comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *